Blefaroplastia

BLEFAROPLASTIA

O que é a cirurgia das pálpebras? 

Também conhecida como blefaroplastia, a cirurgia de pálpebra melhora a aparência das pálpebras superiores, das pálpebras inferiores, ou de ambas. A cirurgia proporciona aparência rejuvenescida na área ao redor dos olhos, fazendo com que o olhar pareça mais descansado e alerta.

Condições tratáveis 

A blefaroplastia é geralmente realizada em homens e mulheres adultos que têm tecido facial e músculos saudáveis, com metas realistas sobre a cirurgia.

Bons candidatos à cirurgia são 

• Doenças nos olhos tais como glaucoma, olho seco ou descolamento de retina,
• Distúrbios da tireóide, tal como a disfunção de Graves, e hipo ou hipertireoidismo,
• Doenças cardiovasculares, pressão alta ou demais problemas circulatórios ou diabetes.

O que esperar da consulta cirurgia de pálpebras 

• A razão pela qual quer se submeter à cirurgia, suas expectativas e o resultado desejado,
• Condições médicas, alergias medicamentosas anteriores e tratamentos médicos prévios,
• Uso atual de medicamentos, vitaminas, medicamentos naturais, fumo, álcool e drogas,
• Cirurgias prévias.

O cirurgião também poderá 

Previamente à cirurgia, pode ser necessário:

• Fazer exames de laboratório ou avaliação médica,
• Tomar certos medicamentos ou ajustar seus medicamentos atuais,
• Parar de fumar bem antes da cirurgia,
• Evitar tomar aspirina, antiinflamatórios e medicamentos naturais, pois podem aumentar o sangramento.

Instruções especiais 

Não deixe de pedir a alguém que o acompanhe e fique com você, pelo menos, a primeira noite, após a cirurgia.

Instruções especiais 

O que acontece durante a cirurgia?

Etapa 1 – Anestesia

Medicamentos são administrados para o seu conforto durante o procedimento cirúrgico. As opções incluem sedação intravenosa ou anestesia geral. Seu médico irá recomendar a melhor opção para você.

Etapa 2 – Incisão

As linhas de incisão da cirurgia de pálpebra são planejadas para deixar as cicatrizes bem escondidas dentro das estruturas naturais da região das pálpebras. A queda da pálpebra superior pode ser corrigida através de uma incisão na prega da pálpebra superior, permitindo o reposicionamento dos depósitos de gordura, a contração dos músculos e dos tecidos, e/ou a remoção do excesso de pele. A pálpebra inferior pode ser corrigida com uma incisão logo abaixo da linha inferior do cílio. Através desta incisão, o excesso de pele nas pálpebras inferiores é removido. Uma incisão transconjuntival, ocultada dentro da pálpebra inferior, é uma técnica alternativa para corrigir imperfeições da pálpebra inferior e redistribuir ou remover o excesso de gordura.

Etapa 3 – Fechando as incisões

Incisões na pálpebra normalmente são fechadas com:

• Suturas removíveis ou absorvíveis,
• Adesivos de pele,

O cirurgião pode usar um peeling químico ou laser para remover a coloração escura das pálpebras inferiores.

Passo 4 – Resultados

Os resultados da cirurgia de pálpebras irão aparecer gradualmente à medida que o inchaço e os hematomas diminuem.

Riscos e informações de segurança 

• Cicatrizes desfavoráveis,
• Visão embaçada ou temporariamente prejudicada,
• Olhos secos,
• Dificuldade de fechar seus olhos,
• Sangramento (hematoma),
• Má cicatrização,
• Infecção,
• Acúmulo de líquido (seroma),
• Dormência e outras alterações na sensibilidade da pele,
• Riscos anestésicos,
• Disfunção na pálpebra envolvendo posição anormal das pálpebras superiores (ptose palpebral), pele solta da pálpebra, ou frouxidão anormal da pálpebra inferior (ectrópio), podendo coexistir com flacidez da testa e das estruturas da sobrancelha; a cirurgia de lift da sobrancelha não corrigirá estas disfunções; cirurgia adicional pode ser necessária,
• Dor, que pode perdurar,
• Descoloração da pele e inchaço,
• Fios de suturas podem, espontaneamente, emergir na pele, tornam-se visíveis ou produzir irritação que exijam sua remoção,
• Trombose venosa profunda, complicações cardíacas e pulmonares,
• Possibilidade de cirurgia revisional,
• Perda de visão.

Faça perguntas 

Cola de fibrina (feita a partir de componentes de sangue humano termo-ativados para inativar a transmissão de vírus) é usada para manter as camadas de tecido unidas no momento da cirurgia e diminuir os hematomas pós-operatórios após a cirurgia. Este produto é cuidadosamente produzido a partir do plasma de doadores de sangue selecionados que não tenham hepatite, sífilis e vírus da imunodeficiência humana (HIV). Estes produtos têm sido utilizados com segurança, por muitos anos, em cirurgia cardiovascular e cirurgia geral, ajudando a diminuir a possibilidade de hemorragia cirúrgica e servindo como aderente às camadas de tecido.

Ao receber alta 

Seguir as recomendações de seu médico é fundamental para o sucesso da cirurgia. É importante que as incisões cirúrgicas não sejam sujeitas à força excessiva, à escoriação ou ao movimento durante o período de cicatrização.

Recuperação pós-operatória 

Como cuidar dos seus olhos, medicamentos para aplicar ou tomar por via oral para ajudar na cicatrização e reduzir o risco de infecção, cuidados específicos com o local da cirurgia ou seu estado de saúde, e acompanhamento pós-operatório com o cirurgião plástico. A cicatrização inicial, após a cirurgia, pode apresentar inchaço, irritação, olhos secos ou hematomas e desconforto que podem ser controlados com medicamentos, compressas frias e pomada. Pode, também, haver irritação nos locais das incisões.

Pergunte ao cirurgião plástico sobre a recuperação 

Os resultados finais da cirurgia da pálpebra aparecerão dentro de algumas semanas, mas, pode levar até um ano para as linhas de incisão refinarem totalmente. Embora a cirurgia da pálpebra possa corrigir determinadas condições permanentemente, há o envelhecimento natural. Ao longo da vida, é preciso que haja proteção solar adequada para ajudar a manter os resultados.

Qual o custo da cirurgia de pálpebra? 

• Honorários do cirurgião,
• Gastos com o hospital ou centro cirúrgico,
• Honorários do anestesista,
• Gastos com medicamentos,
• Exames médicos.

Sua satisfação vale mais que os custos da cirurgia 

• Blefaroplastia: Cirurgia das pálpebras para melhorar a aparência das pálpebras superiores, pálpebras inferiores ou ambas.
• Ectrópio: Quando a pálpebra inferior gira para fora após a cirurgia das pálpebras, muitas vezes uma condição temporária.
• Anestesia geral: Drogas e/ou gases utilizados durante a cirurgia para aliviar a dor e diminuir a consciência.
• Hematoma: Acúmulo de sangue abaixo da pele.
• Sedação intravenosa: Sedativos administrados por injeção na veia para ajudar a relaxar.
• Anestesia local: Droga injetada diretamente no local da incisão durante a cirurgia para aliviar a dor.
• Incisão transconjuntival: Incisão feita dentro da pálpebra inferior.
• Refinamento da pele: Tratamento para melhorar a textura e a aparência geral da pele.
• Suturas: Pontos utilizados pelos cirurgiões para manter a pele e o tecido unidos.

Faça perguntas ao cirurgião plástico 

Use esta lista como um guia durante a consulta:

• Você é especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica?
• Você foi treinado especificamente no campo da cirurgia plástica?
• Quantos anos de treinamento em cirurgia plástica você teve?
• A instalação da sala de procedimento em seu consultório é autorizada pela Vigilância Sanitária de sua cidade?
• Sou um bom candidato a este procedimento?
• O que se espera de mim para que os melhores resultados sejam obtidos?
• Onde e como será realizado o procedimento?
• Qual técnica cirúrgica é recomendada para o meu caso?
• Quanto tempo de recuperação posso esperar, e que tipo de ajuda vou precisar durante minha recuperação?
• Quais são os riscos e as complicações associados ao meu procedimento?
• Como são tratadas as complicações?
• Qual será a aparência dos meus olhos ao longo do tempo?
• Quais são minhas opções se estiver insatisfeito com o resultado estético do procedimento?

 

Entre em Contato

Avenida 136 N. 797, Edifício New York - Sala 1402-B -
Setor Sul Gioânia - GO
+55 62 3541-7297 contato@dralexrocha.com.br


facebook twitter google+